Comunicado: [A Vergonha]

Abril 13, 2007 at 10:41 pm 1 comentário


Depois do texto anteriormente e abaixo publicado, recebi este comunicado, aponto que reflecte plenamente a minha opinião:

No seguimento da publicação da Portaria nº402/2007 de 10 de Abril, que vem a alterar as Portarias n.º 1147/2001 de 28 de Setembro e n.º 1301-A/2002 de 28 de Setembro, vem a Associação Nacional dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (ANTEPH) tomar a seguinte posição:

1. A portaria agora publicada somente traduz um recuo na evolução da emergência pré-hospitalar, uma vez que não só altera o número obrigatório de tripulantes nas ambulâncias de socorro, como ainda reduz alguns equipamentos que já integravam a carga das ambulâncias e limita o uso de outros, como caso do desfibrilhador automático externo. Esta alteração vem ao encontro das exigências do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), no entanto apenas serve para criar cada vez mais assimetrias no socorro a prestar aos doentes e sinistrados. Na prática traduz-se numa assistência de emergência dirigida a dois tipos de Portugueses, aqueles que são de 1ª classe, que têm acesso ao socorro por uma ambulância cedida e equipada pelo INEM, e aqueles que são portugueses de 2ª, sendo estes assistidos por ambulâncias de outras Instituições, que em muitos casos se encontram melhor preparadas e equipadas que as ambulâncias INEM. Esta mudança vai obrigar a que as ambulâncias não pertencentes ao INEM vejam a acção das suas tripulações limitadas àquilo que se considera a subserviência e vontade deste Instituto, que há muito perdeu a sua idoneidade.

2. A redução do número de tripulantes, facto que pode colocar em risco a prestação do socorro, principalmente às vítimas de acidente de viação, vem apenas legalizar as ilegalidades cometidas pelo INEM desde 2004 nesta área. Desta forma, estamos perante uma medida meramente economicista, que visa poupar alguns euros a custo da vida dos doentes e sinistrados, uma vez que não encontramos qualquer outra justificação, quer nas alegadas “boas práticas” quer nas desconhecidas definições internacionais. Ou seja, em vez de se apostar num socorro sustentado em normas técnicas verifica-se uma postura que somente pode ser considerada de mesquinha, que visa somente legalizar aquilo que consideramos de “más práticas” e que em vez de se adoptarem medidas de correcção que visassem o garante da qualidade do socorro, verifica-se agora adopção das medidas minimalistas, as mais fáceis e mais baratas, ou seja apenas legalizar o que era ilegal.

3. Outro facto que vem provar que somente o que está em causa é a poupança de alguns euros é a proposta do INEM realizada à Liga dos Bombeiros Portugueses, de atribuição do valor de um euro por serviço para a aquisição de consumíveis. Este valor somente mostra que este Instituto, que devia zelar pela evolução da emergência médica, somente esta preocupado em poupar uma vez que o valor apresentado nem sequer cobre o valor de uma simples e banal máscara de oxigénio. Ou seja o valor de um socorro de emergência para o INEM vale menos do que um hambúrguer.

Apesar das alterações agora publicadas não surpreenderem a ANTEPH, as mesmas somente podem ser classificadas como uma VERGONHA para o país, uma vez que traduz numa postura totalitarista que visa unicamente a poupança em detrimento das vidas humanas, facto que parece alheio aos diversos responsáveis do nosso país.

Atendendo a que todos os alertas efectuados até agora ao Ex.mo Sr. Ministro da Saúde, para os riscos das medidas que têm vindo a ser adoptadas, foram constantemente ignorados, vem a ANTEPH apelar para que todas as Instituições com responsabilidade na prestação do socorro e todas as forças politicas adoptem as medidas que entenderem necessárias de forma a repor a normalidade neste sector.

Se nada for feito para alterar esta nova politica de transporte de doentes, em que o socorro de qualidade é o que menos importa, em pouco tempo iremos testemunhar a transformação das ambulâncias em meros veículos de transporte de carne humana, sinónimo de sermos um país de terceiro mundo. O POVO PORTUGUÊS tem direito a um socorro de qualidade, à semelhança do que acontece em toda a Europa.

Anúncios

Entry filed under: Bombeiros, Politica, Saúde.

Governo/INEM Tocotraumatismos

1 Comentário Add your own

  • 1. Alexandre  |  Abril 15, 2007 às 10:52 pm

    É sem duvida vergonhoso o país (ou será sitio) que temos.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 125,466 Questionaram

%d bloggers like this: