O desvario actual

Dezembro 15, 2008 at 12:10 am Deixe um comentário


Foi uma paragem longa esta, e para que não se prolongue apesar de a inspiração ser pouca espero deixar qualquer coisa por aqui nos próximos tempos.

Quanto a Canas de Senhorim, vejo que os últimos tempos têm voltado a acalorar, com as eleições à porta vem a lume a tal notícia que circulou pelos canenses, pois é, o MRCCS deve estar a pensar que “má altura esta para se arquivar o processo”, já que, ele estava mais escondido nos meandros da justiça portuguesa. Ora não veio mesmo nada a calhar, sejam factos “provados ou não-provados”, como já referi noutras paragens, o que é certo é que eles demonstram alguma incoerência, imoralidade e descrédito.

Quanto ao nosso País,  Portugal não é verdade, somos Portugueses, pois claro. E porque não o Estado olhar os Portugueses de uma vez por todas, decreto para ali decreto para aqui, o que é certo é que apoios verdadeiramente ditos estão a ser concedidos apenas aqueles que já têm os bolsos cheios. Julgo que está na hora de promover o emprego, o empreendedorismo, e, acima de tudo, voltar a dar qualidade de vida aos Portugueses. Não sei o que pensam os meus compatriotas, mas neste momento, sinto um verdadeiro vazio, uma completa incapacidade por parte dos nossos políticos em pôr fim à tão badalada crise. O que existe é (des)governo e (des)oposição. Haverá bastante abstenção nas próximas eleições, ou talvez não, mas pergunto-me qual é a nossa alternativa.

Os Professores parece que se entenderam finalmente com o (des)governo, será agora que vão andar governados? Nos dias de hoje, a competitividade aumenta e a qualidade é, sem dúvida, o que faz diferença, apesar de vivermos num país extremamente corrupto, sabemos que a qualidade merece sempre destaque e contrapartidas. Ora se temos um “país de licenciados” está na hora de premiar os melhores e obrigar à mudança, obrigar à iniciativa profissional. Se isso já acontece no sector privado está na hora de rentabilizar também a função pública, como os professores, também os médicos, os enfermeiros, os juristas, os administradores, todas as classes profissionais que prestam serviços ao estado devem ser avaliadas. É obvio que o devem ser com vista à melhoria da prestação de serviços e à inovação e não à redução de quadros nem de remunerações, no entanto, não podemos continuar a fugir à avaliação. Devemos trabalhar para ser os “melhores”, espero é que o Estado saiba valorizar os “melhores”.

TGV e Terceira Travessia e Aeroporto! Somos um país pobre temos de nos convencer, pelo menos por enquanto, mas o que é certo é que os grandes construtores, talvez amigos dos grandes ministros pelos vistos vão continuar a enchê-los. Não consigo entender como é que deixamos este país viver de ilusões, será que estes investimentos são necessários? Com este dinheiro o indice de pobreza em Portugal baixava para? Porque é que não temos uma manifestação em massa contra estes investimentos? Porque não se conclui de uma vez por todas a reforma da rede viária, essa não seria primordial e não excluiria a hipótese TGV, por exemplo. Quanto dinheiro já se desperdiçou em estudos à custa destes projectos megalómanos.  Compare-se a quantidade de  Portugueses que usufruirão destes projectos com a quantidade de Portugueses que vive  à custa de estradas rudimentares, de autocarros, de bicicletas, de carroças como meio de transporte!

E fico por aqui!

Anúncios

Entry filed under: Politica.

Adversidade é crescimento… Um presente da ASAE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 124,278 Questionaram

%d bloggers like this: