Aparelhos de Enfermeiro – O erro da desvalorização!

Janeiro 5, 2010 at 6:05 pm 6 comentários


Como devem saber, eu sou enfermeiro. Trabalho desde o início do turno até ao fim com uma invariável pausa para almoço, isto quando falamos de manhãs. Cansativo! Tenho uma utente dos meus cuidados [bela expressão] que é muito apelativa, hipocondríaca? Bem, como hei-de dizer… Chata. Ela própria é chata na medida em que apercebendo-se da desvalorização que eu concedo a algumas das suas queixas ainda me interpela mais. Desvalorização.

É a este ponto que eu quero chegar. Como profissionais de saúde e posso generalizar (que me desculpem os que nunca cometeram ou nunca cometem este erro) devido às rotinas, por vezes de azáfama, de trabalho temos alguma tendência em desvalorizar certas queixas que os utentes nos referem. Queixas simples, básicas e nada preocupantes. Passamos à frente. Mas o que é este ‘nada’?

Trabalho com velhotes, velhos, se ficam sensibilizados, eu chamo-lhes então idosos. Mas gosto de velhotes e continuo. E o que significa este ‘nada’, este ‘nada preocupantes’ – isso mesmo, no momento, num momento, frequentemente esse nada pode significar mesmo nada, ou simplesmente uma manifestação de ciúme ou necessidade de partilha e afecto. Tanto para os meus velhos como para as crianças, tanto para os jovens como para os adultos. adiante, este nada pode ser isso mesmo, mas mais importante que isso, este ‘nada’ um dia concretiza-se e a pessoa morre (não aconteceu comigo e espero nunca acontecer).

Não morrendo a pessoa, pode pelo menos acontecer que um determindado sintoma ou situação que ela frequentemente refere se venha a concretizar num quadro clínico descompensado que corremos o risco de desvalorizar graças ao mau hábito de desvaloriazação. Por isso, a próxima vez que aquela velhota me chamar eu vou fazer tudo, nem que tenha de perder mais de trinta minutos com ela para a satisfazer.

Anúncios

Entry filed under: Aparelhos de Enfermeiro, Saúde. Tags: .

‘Geração de Covardes’ + Saúde (4)

6 comentários Add your own

  • 1. Ana Rito  |  Janeiro 5, 2010 às 9:33 pm

    tens toda a razão e, assim como tu, também tenho pacientes “chatas”…e é bem verdade que tenho tendencia a desvalorizar um pouco…mas tambem e verdade que ha sempre pessoas, como tu para nos alertarem para pequenos mas grandes pormenores…

    continua assim

    Responder
  • 2. Daniel Rodrigues  |  Janeiro 5, 2010 às 10:18 pm

    espero conseguir reflectir nestes pormenores por muito tempo! 😉 e… obrigado pela partilha.
    bjs

    Responder
  • 3. Ana Mafalda  |  Janeiro 5, 2010 às 10:32 pm

    Nem imagina em que é que o erro da desvalorização foi caro à minha família, não foi um nem dois … foram imensos e por equipas completas. Muito bom é ter essa sensibilidade e percepção é meio caminho para diminuir o erro!

    Responder
  • 4. Daniel Rodrigues  |  Janeiro 5, 2010 às 10:41 pm

    Cara Ana Mafalda,
    Fico obviamente triste e lamento o sucedido, que desconheço, mas imagino que um infortúnio fortemente lamentável.
    Como utentes devem sempre denunciar estas situações, certos ou errados nas suas razões os utentes devem denunciar e discutir o seu plano terapêutico!

    Cumprimentos.

    Responder
  • 5. robertamorim  |  Janeiro 6, 2010 às 8:07 pm

    Infelizmente, todos os dias acontecem situaçoes assim tanto contigo, como comigo, como com qualquer colega… é frequente e claro, errado, o facto da desvalorizaçao por nossa parte!
    Por mais cansaço, por mais apelativo que o doente seja, nada disso nos desculpa se acontece o pior! Por isso, devemos ter paciencia e nao nos deixarmos levar por maus hábitos!
    🙂 bj*

    Responder
  • 6. Daniel Rodrigues  |  Janeiro 7, 2010 às 12:35 am

    Correcto 🙂

    Bjs

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 125,050 Questionaram

%d bloggers like this: