Sócrates, mentiroso? O reverso da medalha!

Fevereiro 23, 2010 at 5:01 pm 4 comentários


Será Sócrates assim tão mentiroso?, este é o cerne da questão que Pedro Adão e Silva levanta no Diário Económico (link). Atentem especialmente nestes dois parágrafos que passo a transcrever (sublinhados meus):

(…) o despacho de arquivamento do Procurador-Geral da República – que, ao contrário de nós que conhecemos apenas o que os media querem que conheçamos, contactou com a integralidade dos elementos processuais. O despacho não só é claro, como transcreve uma escuta censurada pelo SOL e que contradiz na raiz a tese do pasquim. Antes de mais, para Pinto Monteiro “não existe uma só menção de que (o primeiro-ministro) tenha proposto, sugerido ou apoiado qualquer plano de interferência na comunicação social. (…) Ao invés, há nas escutas notícia do descontentamento do primeiro-ministro, resultante de não terem falado com ele acerca da operação”. E aqui chegamos à escuta de uma conversa entre Rui Pedro Soares e Paulo Penedos, cirurgicamente censurada pelo SOL: “devia ter tido a cautela de falar com o Sócrates… não falei e o gajo não quer o negócio. Era isto que eu temia. Acho que o Henrique não falou com ele, o Zeinal não com falou com ele… eh pá.. agora ele está todo fodido. Está todo fodido e com razão.”

Sócrates não só desconhecia o negócio, como estava contra a sua realização. Fica assim provado o que é verdadeiramente pornográfico: a irrelevância deste facto perante o que aparentava ser uma boa história. Só assim se explica o carácter quase clandestino das revelações de sexta-feira.

Há muito tempo que estranhava toda esta onda de acusações e perseguição ao Primeiro-Ministro. Garanto-vos que este Primeiro-Ministro teve o meu voto, sempre o assumi e com frontalidade, votei nele porque o entendi como a melhor solução para o país. Votei nele em detrimento dos benefícios para a minha profissão que poderiam existir caso outros estivessem no palanque. Nem com este acréscimo de desvantagem eu deixei de votar em José Sócrates como a única solução para o desenvolvimento do país em comunhão com os valores e ideais que eu defendo. Não votei mais à esquerda (à altura, admitia que Sócrates padecia de um empurrão à esquerda) graças à ganância eleitoralista que o BE e PCP demonstraram durante o período eleitoral e com risco de não existirem entendimentos no pós-eleitoral como se previa e bem, já que entendimentos à esquerda, até hoje – apenas o casamento por pessoas do mesmo sexo. Conclusão: votei em Sócrates, acreditei no seu projecto, mantenho por agora a minha confiança neste governo.

Contudo, também com frontalidade eu admito que – com toda esta cadeia de perseguição, enxovalho, acusação e crítica – cheguei à perplexidade. Pensei, com leveza e rapidez até, em que tamanha estupidez teria eu feito ao colocar o meu voto nas mãos de Sócrates. Pensamentos que passaram e não ficaram porque tamanha é a cabala, que mesmo que Sócrates tivesse efectuado alguma tentativa de controlo da comunicação social, essa teoria era em si ridicularizada – como pode alguém acometer a liberdade de expressão quando ele próprio é perseguido por todos os meios de comunicação social. Como? Não percebo de todo. Chegamos ao ponto que devemos pensar no reverso da medalha. O reverso da medalha – esse sim pode controlar a comunicação social – será constituído por todos aqueles que, ao invés, de demonstrarem e apontarem caminhos e soluções para o país, rematam todos os seus esforços contra aquele que é o ‘pai de todos os males da sociedade’ – José Sócrates. Crespo este modo de agir – sim numa referência sarcástica a Mário Crespo eu classifico a acção de todos os que tem por único objectivo derrotar José Sócrates. Falando em tons Crespo olhem bem o circo que passou pela Assembleia da República – é este o espelho do país que o reverso da medalha quer?

Pois meus caros, já que têm tanta visibilidade nos media, ainda que sofram de falta de liberdade de expressão, dou-vos um conselho – não contribuam cada vez mais para a vitimização de José Sócrates. Pecadores todos somos mas quanto mais o insinuarem, quanto mais pecador me chamarem, mais ombros eu terei para me apoiar – passo a ser um coitado e, dessa conotação, José Sócrates não precisa, não merecerá e dispensa.

Creio que a política em Portugal carece urgentemente de uma lufada de ar fresco, é certo – essa lufada de ar fresco não deve passar apenas pelo partido socialista, deve varrer completamente as bancadas do Parlamento que há muito teima em cheirar a mofo – com particular intensidade onde não sai política e apenas crítica sem fundamento!

Agora, façam políticas se fazem favor!

Ler também:

E se não tiver sido assim, no Incrível (link1)

A histeria de novo, de Constança Cunha e Sá (link2)

Contra factos, a narrativa, no Diário Económico (link3)

Amenizai as hostes [da minha autoria (link4)]

Um artista português, na Metapolítica (link5)

De que falamos, quando falamos, na Jugular (link6)

A farsa das fotocópias, do João Galamba (link7)

Caçar gambozinos, de Eduardo Pitta (link8)

Anúncios

Entry filed under: Politica.

Categorias Djar Fogo

4 comentários Add your own

  • 1. Pedro  |  Fevereiro 23, 2010 às 5:40 pm

    Que ingenuidade acreditarem nisto, caros boyz.

    Responder
  • 2. Daniel Rodrigues  |  Fevereiro 23, 2010 às 5:57 pm

    Ingenuidade é olhar apenas para um lado! Temo que seja essa a sua maleita.

    “Boyz” – se quer dizer o que penso que está a dizer, digo-lhe que pode assentar em si e não em mim!

    Responder
  • 3. Manuel Henriques  |  Fevereiro 23, 2010 às 11:04 pm

    Daniel

    São coincidências. Mas pronto, somos livres de acreditar no que queremos.

    Contráriamente a ti, acho que batemos no fundo. Na minha opinião nunca Portugal teve uma bitola tão baixa o cargo de PM

    Um abraço

    Responder
  • 4. Daniel Rodrigues  |  Fevereiro 23, 2010 às 11:07 pm

    Manuel
    O que são coincidências?

    Na minha opinião nenhum dos que poderiam ocupar o cargo de PM no anterior sufrágio seria melhor para o país do que o actual atendendo à conjuntura.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 125,050 Questionaram

%d bloggers like this: