Cooperação

Dezembro 14, 2010 at 2:25 pm Deixe um comentário


Ler esta notícia que inclui bombeiros, cooperação e ilha do Fogo em Cabo Verde, deixa-me com um brilhozinho nos olhos. Obrigado. Estas acções devem multiplicar-se. Sei quem pode fazer mais a este nível. O Dr.º Fernando Ruas tem uma geminação com São Filipe (igualmente na Ilha do Fogo) em mãos, ele pode multiplicar os efeitos de acções como estas.

À primeira vista Nélson Monteiro, Pedro Rodrigues e Manuel Rodrigues poderiam ser simples turistas de passagem por Miranda do Corvo, mas a farda que exibem já deixa antever um propósito muito maior para a estadia no concelho. É que os três homens, que regressam amanhã ao seu município, na Ilha do Fogo, em Cabo-Verde, estiveram em Miranda durante este mês a aprender as noções básicas de funcionamento de uma corporação de bombeiros, para criarem a primeira associação humanitária de bombeiros em Santa Catarina do Fogo.
A formação surgiu a partir da geminação de Miranda do Corvo com Santa Catarina do Fogo, que tem auxiliado o desenvolvimento daquele que é um dos municípios mais pobres de Cabo Verde, através de diversas iniciativas. «Estamos a falar de um concelho que não tem uma estrada alcatroada», explica Sérgio Seco, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Miranda do Corvo e vereador da Câmara Municipal, esclarecendo que a Câmara de Santa Catarina do Fogo «tem feito um trabalho estrondoso».
Nelson, Pedro e Manuel têm agora a missão de implementar em Santa Catarina do Fogo a primeira corporação de bombeiros e não foram seleccionados ao acaso de entre cerca de cinco mil habitantes. «Foram escolhidos porque foram os líderes no combate ao incêndio que devastou Santa Catarina, foram eles que mobilizaram as pessoas para o combate e lideraram todo o processo», conta o comandante da corporação de Miranda, Fernando Jorge, a propósito do incêndio, em Março deste ano, que dizimou cerca de 60 hectares de pastagem e cultivo do município, cuja maior fonte de rendimento provém da agricultura.
Partem amanhã para Santa Catarina
Em Miranda, desde meados de Novembro, os três cabo-verdianos têm aprendido de raiz como funciona uma corporação de bombeiros.
«Tem sido uma formação básica, estamos a falar de pessoas que não sabiam o que era uma corporação», adianta Fernando Jorge, explicando que «eles partiram do zero».
Apesar de não ser uma formação certificada, como esclarece o comandante dos Bombeiros de Miranda, os formadores são credenciados, pelo que os três jovens «já levam bons conhecimentos nesta primeira fase». E fala-se em primeira fase, porque os atrasos com os vistos dos três primeiros bombeiros de Santa Catarina do Fogo adiaram a formação, inicialmente prevista para Setembro, para este mês, impossibilitando os jovens de adquirir conhecimentos práticos ao nível do combate a incêndios, pelo que se pondera o regresso a Miranda, a fim de desenvolver esta componente.
Visivelmente satisfeitos com os resultados desta temporada em terras lusas, Nelson Monteiro, Pedro Rodrigues e Manuel Rodrigues, fazem um balanço positivo da parceria entre os dois municípios. «Tem sido muito bom e Santa Catarina só tem a ganhar», assumiu Pedro Rodrigues, apontando para as várias áreas em desenvolvimento no município.
Já no que respeita à missão que têm em mãos, o futuro bombeiro diz que o processo é «muito complicado». «Partimos de Cabo Verde para cá sem sabermos nada, quando chegámos a Portugal encontrámos uma realidade muito diferente», continua Pedro Rodrigues, assumindo que «neste momento já temos algum conhecimento e já sabemos como vai funcionar».
No regresso a casa não estarão sozinhos, uma vez que os Bombeiros Voluntários de Miranda ofereceram aquela que será a primeira ambulância de Santa Catarina do Fogo. Um veículo que, explica Sérgio Seco, já não serve as necessidades dos bombeiros de Miranda, mas que será um precioso utensílio num município onde o socorro e o transporte de doentes são feitos «com o que há».
Os três bombeiros de Santa Catarina já estão ansiosos por pôr mãos à obra e quando questionados sobre o que têm pela frente, afirmam, determinados, “é a nossa missão”. Para o comandante da corporação de Miranda, a escolha não poderia ter sido melhor. «Notei da parte deles grande interesse, podemos estar descansados no passar de conhecimentos, eles vão ter sucesso», concluiu Fernando Jorge.
A estadia dos três cabo-verdianos foi assegurada pelos bombeiros de Miranda, com a cedência das instalações do quartel, sendo a alimentação garantida pela Câmara de Miranda e as viagens pela Câmara de Santa Catarina do Fogo. A autarquia colaborou ainda com a oferta da ambulância, assegurando o seu transporte, para a ilha do fogo, bem como a pintura, revisão e algumas reparações de que a viatura carecia.
Miranda envia vacinas e outros medicamentos
A ambulância que deverá chegar em breve a Santa Catarina do Fogo vai recheada com as primeiras ferramentas dos bombeiros do município de Cabo Verde, mas não só. É que além do equipamento completo da viatura de socorro e de equipamento pessoal para os primeiros elementos da corporação de bombeiros, o município conseguiu juntar uma série de medicamentos e vacinas para o centro de saúde local. Uma recolha, levada a cabo pelo enfermeiro José Taborda e pela médica e vereadora da Saúde da Câmara de Miranda, Carla Batista, que consubstancia cerca de 400 caixas de medicamentos, oferecidos por vários laboratórios.
Fonte: Diário Coimbra

Entry filed under: Bombeiros, Politica, Saúde, Voluntariado e Cooperação. Tags: .

Always the same Coisas que me dão a volta às entranhas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 120,557 Questionaram

%d bloggers like this: