Castigos?!

Junho 1, 2012 at 5:52 pm 3 comentários


Este governo está convicto de que Portugal precisa de algo mais para ser considerado um país terceiro-mundista, ora aí está mais um contributo para tal, agora no estatuto do aluno.

As medidas que se prevêem, anunciadas pelo Ministério da Educação e Ciência, terão precisamente o efeito oposto ao pretendido. O MEC não tem vergonha na cara. Propôr estas medidas na atualidade é desrespeitar a dignidade e os direitos das pessoas. Lembrem-se que falamos de crianças e adolescentes, e de pais com dificuldades económicas. Vejam as medidas anunciadas aqui (link).

Entry filed under: Cultura. Tags: .

Publicidade criminosa + Saúde 23

3 comentários Add your own

  • 2. maria  |  Junho 3, 2012 às 11:00 am

    Coitadinhas das crianças e dos seus pais…!
    É por essas e outras que a situação chegou a este ponto: pais que se demitem da sua função de educadores e crianças que não os respeitam, não respeitam os seus professores nem os colegas.
    São os proprios pais que, vitimas de tantos anos de laxismo e de uma escolaridade onde a indisciplina imperou, precisam de educação, contudo, como já são adultos feitos, é dificil modificar a situação.
    Se as multas resolverem, pois que assim seja…serão muito bem vindas. Se bem conheço os pais deste tipo, quando virem que hes estão a mexer no bolso, a sua postura vai mudar.
    E oxalá que assim seja. Ninguém lhes quer mal, nem aos pais nem aos filhos, mas têm de respeitar as regras de convivência em sociedade e os outros.

    Responder
  • 3. Daniel Rodrigues  |  Junho 3, 2012 às 5:34 pm

    “Se as multas resolverem, pois que assim seja…serão muito bem vindas.”

    Diga-me onde é que as multas resolvem algum problema? Neste caso poderão até ampliar a problemática. Punir a indisciplina de crianças e adolescentes com multas, trabalho comunitário, ou algo desse género, é empurrá-los para a exclusão social e dar-lhes motivos para reincidirem nos comportamentos condenados.

    Cada caso individual deve ser avaliado por uma equipa especializada e multidisciplinar para uma intervenção construtiva na raiz do problema, na estrutura familiar, social e cultural, e nunca punindo os comportamentos como solução principal para o problema.

    Aposto que nao resultará, vai piorar. Basta imaginar os conflitos entre alunos resultantes das punições e a segregação correspondente.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 120,558 Questionaram

%d bloggers like this: