+ Saúde 23

Julho 20, 2012 at 3:22 am Deixe um comentário


Artigo publicado na edição n.º 152 do Jornal Canas de Senhorim

Osteoporose

A osteoporose é uma doença que provoca uma diminuição da resistência óssea, em consequência provoca o aparecimento de fraturas por traumatismos aparentemente inofensivos. Estima-se que a osteoporose seja responsável por cerca de 40 mil fraturas no nosso país – dados da DGS – sendo que 8500 das quais correspondem a fraturas do fémur, fraturas essas que impõem limitações drásticas à mobilidade e à independência da pessoa na realização das suas atividades de vida estando associadas a indíces de morbilidade apreciáveis.

As fraturas mais frequentes ocorrem nas vértebras dorsais e lombares, na extremidade do rádio (osso do braço) e no fémur (osso da coxa). Esta doença atinge sobretudo mulheres no pós-menopausa (devido à diminuição de estrogénios – hormona sexual feminina que ajuda a regular o fornecimento de cálcio aos ossos) e em pessoas idosas de ambos os sexos.

Existem diversos fatores de risco para a doença e podemos dividi-los em dois grupos, os não modificáveis e os potencialmente modificáveis. Os fatores não modificáveis resumem-se a: idade superior a 65 anos; sexo feminino; raça branca ou amarela; história familiar de fratura.

Entre os fatores potencialmente modificáveis, ou seja, aqueles que podemos prevenir ou tratar, contam-se: a menopausa precoce; a diminuição de produção de hormonas sexuais; períodos de amenorreia (ausência de menstruação) prolongados; índice de massa corporal baixo; imobilização prolongada; existência de doenças que alteram o metabolismo ósseo (doenças endócrinas, reumáticas, insuficiência renal ou anorexia nervosa); utilização de fármacos que provocam diminuição da massa óssea; o estilo de vida, com dietas pobres em cálcio, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo e consumo excessivo de cafeína.

A osteoporose é uma doença silenciosa, detetar sinais e sintomas é uma tarefa difícil, para um diagnóstico precoce deve ter aconselhamento médico e, quando existem fatores de risco consideráveis, pode e deve efetuar uma densitometria óssea, um exame radiológico inócuo e indolor, que permite caracterizar a densidade do tecido ósseo e avaliar o risco de fratura.

Não tendo cura, a Osteoporose pode ser tratada de diversas formas consoante a história de fratura e/ou fragilidade. Normalmente, o tratamento implica não só a administração de medicamentos como, em pessoas com mobilidade reduzida, maior propensão a quedas e/ou institucionalizadas podem ser equacionados os usos de sumplementos de cálcio e de vitamina D (responsável pela absorção de cálcio), o uso de protetores de ancas e medidas de prevenção de quedas.

Atualmente, existem fármacos inibidores da atividade osteoclasta (destruição do tecido ósseo), sendo que são possíveis duas formas de tratamento, através da toma de um comprimido diariamente ou pela perfusão endovenosa de um fármaco uma vez por ano, esta última forma torna o processo mais simples e com uma adesão terapêutica bastante elevada.

Não deixe que a Osteoporose avance, caso se enquadre em vários fatores de risco descritos consulte o seu médico de família e peça aconselhamento.

[Escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.]

Para sugestões e/ou recomendações de temas a abordar nesta rubrica, agradeço que contactem via eletrónica para danyelrodrigues@gmail.com.

Daniel Rodrigues

Entry filed under: + Saúde (Jornal Canas). Tags: .

Castigos?! + Saúde 24

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 120,557 Questionaram

%d bloggers like this: