+ Saúde 24

Julho 20, 2012 at 3:26 am Deixe um comentário


Artigo publicado na edição n.º 153 do Jornal Canas de Senhorim

Colesterol

Haverá alguém que ainda não tenha ouvido falar em colesterol?

Julgo que poucas pessoas. O colesterol é famoso pela sua responsabilidade, quando em excesso no organismo, por graves doenças cardiovasculares como o enfarte ou o acidente vascular cerebral. A hipercolesterolémia – termo técnico que define o excesso de colesterol -, o tabagismo e a hipertensão arterial constituem uma tríade potencialmente mortal pelo elevado potencial precipitante dessas doenças.
Apesar de já terem ouvido falar no colesterol depreendo que alguns não saibam o que ele realmente é, razão pela qual passo a explicar.

O colesterol é um componente essencial das membrans celulares dos mamíferos, encontra-se nas membranas celulares e é transportado pelo plasma sanguíneo dos animais. Pode ter duas origens, a orgânica – produzido pelo fígado – e alimentar, proveniente da alimentação. É uma substância extremamente importante na síntese de hormonas, construção e manutenção das membranas celulares. Como o colesterol é insolúvel em água ele é transportado no sangue através de lipoproteínas, as LDL e as HDL (porventura vossas conhecidas dos relatórios de análises ao sangue). De uma forma simplista as lipoproteínas LDL transportam o colesterol do fígado para as células e outros tecidos e se aumentadas podem contribuir para a formação de placas de ateroma nos vasos sanguíneos que, por sua vez, potenciam o aparecimento das doenças cardiovasculares; por outro lado, as lipoproteínas HDL terão a capacidade de absorver colesterol depositado nas paredes dos vasos sanguíneos retardanto a formação dos ateromas. Daí que valores elevados do chamado ‘colesterol bom’ ou HDL não sejam preocupantes, antes pelo contrário.

Explicado o porquê da existência de colesterol e as consequências do excesso do mesmo no organismo, vejamos como podemos regular a quantidade do mesmo garantindo níveis adequados.
Sendo que o excesso de colesterol não provoca sinais nem sintomas devemos efetuar análises regulares ao sangue, de acordo com aconselhamento médico, tendo em conta a idade e a existência de hipercolesterolémia na família.
A correção da hipercolesterolémia passa pela adoção de uma dieta saudável e específica, a prática de exercício físico e o tratamento farmacológico – idealmente por esta ordem de prioridades.
Assim sendo, antes de iniciar o tratamento farmacológico, o ideal será promover uma alimentação saudável e praticar exercício físico (caminhar, dançar, andar de bicicleta, etc). Se ao fim de alguns meses não houver alterações poderá então ser necessária a adição de fármacos.
Embora a alimentação possa não ser a causa principal do excesso de colesterol quando por determinação genética, o organismo o produz em excesso, ela pode agravar ainda mais a situação. A alimentação deve, pois, limitar alguns alimentos que favorecem o aumento de colesterol e privilegiar outros que o previnem ou combatem.
O plano a seguir passa por preferir o azeite a outras gorduras, limitar o consumo de carnes vermelhas a 2-3 vezes por mês e evitar o consumo de órgãos e vísceras preferindo o consumo de peixes, mariscos e carne de aves (frango, perú, …). Em substituição da carne pode consumir leguminosas (grão-de-bico, feijão, favas ou lentilhas). Por fim, coma pão, farinhas, massas ou arroz com maior teor de fibras.
Lembre-se, pequenos gestos significam grandes ganhos em saúde!

[Escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.]

Para sugestões e/ou recomendações de temas a abordar nesta rubrica, agradeço que contactem via eletrónica para danyelrodrigues@gmail.com.
Daniel Rodrigues

Entry filed under: + Saúde (Jornal Canas). Tags: .

+ Saúde 23 + Saúde 25

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Questionário

Memorando

Interlocutores

  • 120,557 Questionaram

%d bloggers like this: